Checklist – JBC: Março de 2016

kekkaisensenchecklistLançamento de BBB e três despedidas!

Março traz o lançamento de um título muito pedido no ano passado, temos o lançamento de Blood Blockade Battlefront. Mas não é só de lançamentos, três títulos se despedem. A republicação de Hellsing, o emocionante Orange e a versão de Rurouni Kenshin baseada no filme live-action. O mês também tem mais um volume de Fairy Tail, que, na prática, tem uma periodicidade bimestral.

demografiajbcmarçoDepois de muito tempo, os shounen finalmente tomam a “dianteira” novamente no checklist da JBC, e voltam a ser a maioria dos mangás da editora. Este mês também marca o fim da demografia shoujo nos checklists da editora, pelo menos por um tempo, mas não há qualquer título da demografia anunciado até o momento, quem sabe temos sorte de algo ser anunciado no Henshin+.


blood_blockade_battlefront_01
BLOOD BLOCKADE BATTLEFRONT 1

Autor: Yasuhiro Nightow
Demografia: Shounen (Jump SQ)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 10 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 13,90
Compre na: Universo Lúmina
LANÇAMENTO

O segunda lançamento da editora no ano é um verdadeiro trava-línguas. O título Blood Blockade Battlefront parece ser imposição da licenciante, mas pelo menos se tem o Kekkai Sensen na capa. Esse lançamento também tem uma mudança se comparado com os títulos lançados desde julho passado, já que ele usa papel brite – sem gramatura divulgada – no lugar do offset que foi bom em alguns títulos, mas extremamente problemáticos em outros. Será que a editora começará a pensar mais no tipo de papel para cada título daqui para frente? Kekkai Sensen é do mesmo autor de Trigun, mangá já publicado aqui pela Panini. Mais um caso de “autor que muda de casa” no Brasil. A série teve um anime muito elogiado em 2015. Vale lembrar que a primeira fase da série está completa em 10 volumes, com a segunda em andamento no Japão com 1 volume compilado. Veremos se a editora terá bons resultados para trazer a continuação direta do mesmo – algo que não aconteceu com Genshiken, por exemplo.

Um portal foi aberto entre a Terra e o submundo em plena cidade de Nova Iorque e, após a destruição da cidade,  foi erguida no lugar a metrópole demoníaca de Hellsalem’s Lot. Esse lugar abriga seres de outra dimensão e a Sociedade Secreta Libra, um grupo de super humanos, luta contra o impossível para evitar o inimaginável!


hellsing_esp_10
HELLSING 10

Autor: Kouta Hirano
Demografia: Seinen (Young King Ours)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 10 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 16,50
Compre na: Universo Lúmina
EDIÇÃO FINAL

Chega ao fim a republicação de Hellsing, que teve como principal chamativo capas muito bonitas e uma melhora do material da primeira republicação. Com o fim do mangá de vampiros será que podemos considerar um mangá de zumbis como substituto? E qual será o desfecho dessa decisiva e sangrenta batalha final de Alucard e da Organização Hellsing? Em breve uma resenha da série aqui no Chuva de Nanquim.

orange_05
ORANGE 5

Autora: Ichigo Takano
Demografia: Shoujo (Bessatsu Margaret/Manga Action)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 5 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 14,90
Compre na: Universo Lúmina
EDIÇÃO FINAL

Último volume de Orange e, ao que parece, o fim dos shoujos na editora por um tempo. Orange teve muitos erros e acertos na sua publicação. As belas capas foscas não enganam o péssimo papel de miolo, que já começou errado ao utilizar o offset de baixa gramatura em um mangá com páginas em que desenhos sem preenchimentos são uma constante. Como um dos nomeados ao prêmio Tezuka, com adaptação em anime em produção e um novo capítulo oneshot sendo publicado, não duvide se for lançada uma nova versão, talvez um big ou semelhante. Porque Orange merece mais, muito mais. A série se destaca não apenas pelo romance, mas pelo drama apresentado pelo personagem principal, a sutileza com que a autora consegue te emocionar em cada passagem e uma narrativa que te prende mesmo com o rótulo “shoujo não vende”. Um mangá para guardar com muito carinho. Uma pena a editora ter cometido um erro na última edição da série, com o nome da autora invertido na lombada da mesma.

rurouni_kenshin_versao_autor_02
RUROUNI KENSHIN – ESPECIAL – TOKUITSUBAN 2

Autor: Nobuhiro Watsuki
Demografia: Jump SQ (Shounen)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 2 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 180 páginas
Preço: R$ 16,50
Compre na: Universo Lúmina
EDIÇÃO FINAL

O primeiro lançamento da editora já chega ao seu final este mês, e fico na dúvida se era um título realmente necessário no mercado brasileiro. Quer dizer, é Kenshin, não me entendam errado. Mas se tivesse sido lançado na época em que o live-action foi lançado por aqui em DVD, ou na visita do autor, poderíamos ter alguma explicação. Mas esse lançamento teve muita cara de caça-níquel. O mangá não se compara a obra original que conhecemos, o próprio autor “não é mais o mesmo” e esse Kenshin nem de longe lembra o nosso amado Kenshin de outrora. Espero que a editora volte algum dia com os dois volumes de Crônicas de um samurai na Era Meiji, uma história tão boa e que não é fácil de se encontrar.

capa_blade_a_lamina_do_imortal_02_g
BLADE – A LÂMINA DO IMORTAL 2

Autor: Hiroaki Samura
Demografia: Seinen (Afternoon)
Periodicidade: Bimestral – 15 volumes no Brasil
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 448 páginas
Preço: R$ 39,90
Compre na: Universo Lúmina

Inicialmente programado para fevereiro, porém adiado para março, chega o segundo volume de Blade. O traço de Hiroaki Samura é muito bom e o mangá tem uma narrativa muito interessante, apesar de fantasiosa, sobre samurais. Algo que nem na época da Conrad eu gostava é o título que as versões brasileiras tiveram. Com o título americano de “Blade of the Immortal”, a tradução de “Blade: A Lâmina do Imortal” chega a ser bizonha. Mas até aí, nada que atrapalhe no material oferecido. De qualquer modo, essa fonte esquisita não ajuda. Para os fãs de samurais a saga de Manji e Rin é uma obra recomendada, talvez obrigatória, apesar que o alto preço torne custoso de acompanhar nos lançamentos.

bullet_armors_05
BULLET ARMORS 5

Autor: MORITYA
Demografia: Shounen (Gessan)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 6 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 194 páginas
Preço: R$ 12,90
Compre na: Universo Lúmina

Agora no site da editora já conseguimos conferir as informações sobre os títulos do selo Ink, ainda falta alguma informação aqui e acolá, mas os títulos começam a ter uma maior visibilidade. Bullet Armors é um shounen que está na sua reta final, embora não tenha feito tanto barulho, está sendo publicado com regularidade. Gostei dessa capa do mangá, embora aquele “Série em 6 edições” esteja totalmente perdido e bem desnecessário.


fairy_tail_52
FAIRY TAIL 52

Autor: Hiro Mashima
Demografia: Shounen (Shounen Magazine)
Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 54 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 13,90
Compre na: Universo Lúmina

Mês sim, mês não um novo volume de Fairy Tail tem sido publicado. A alta produtividade do autor tem ajudado muito. Como já temos anunciado OADs até no volume 58 do título, esse ritmo bimestral deve se manter por um bom tempo. Isso torna Fairy Tail praticamente um novo título mensal da JBC, que depende de arquivos do Japão e todas as burocracias de aprovações para lançar o mangá nas bancas. No fundo, é algo bom para o bolso do consumidor e nem tão ruim assim para a própria JBC, uma vez que Fairy Tail deve continuar sendo um dos carros chefes da mesma aqui no Brasil.


magi_o_labirinto_da_magia_20
MAGI: O LABIRINTO DA MAGIA 20

Autora: Shinobu Ohtaka
Demografia: Shounen (Shounen Sunday)
Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 28 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 13,90
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

A primeira coisa que os colecionadores de Magi notaram no último mês foi o aumento de preço do mangá. O título estava mantendo o preço desde seu lançamento, uma hora isso iria acontecer. Estamos perto de mais um Henshin+ e nada do tal vídeo da editora explicando os motivos que levaram a mesma a escolher os termos da tradução que utilizam. Inclusive, não duvido que farão perguntas do tipo lá no evento novamente. Não importa o tempo, em toda a sua publicação será essa discussão entre os dois lados. Particularmente, apesar de estar bem atrasado com o título tenho gostado do trabalho da editora.

parasyte_07
PARASYTE 7

Autor: Hitoshi Iwaaki
Demografia: Seinen (Afternoon)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 10 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 210 páginas
Preço: R$ 16,90
Compre na: Universo Lúmina

Essas capas de Parasyte realmente me incomodam! Odeio olhos me encarando. Mas está bem melhor que a anterior – e sem o erro de composição da imagem. É um clássico que merece ser lido, mas entendo aqueles que não estão acompanhando. Não é um tema que todos gostem, embora seja um dos seinens que melhor definem a demografia. Não é a toa que a sua adaptação em anime no ano retrasado foi um sucesso – e totalmente adaptada para os dias atuais. Parasyte é o tipo de obra que merece ser digerida aos poucos, com atenção e não vendo apenas um “battle shounen sangrento” onde tantas lições sobre o mundo humano podem ser visualizadas.

savanna_game_05
SAVANNA GAME 5 (SEGUNDA TEMPORADA 2)

Autor: Ransuke Kuroi (História), Makoto Shiozuka (Desenho)
Demografia: Seinen (Everystar)
Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 7 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 180 páginas
Preço: R$ 12,50
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

Após um mês sem o título, Savanna Game retorna com o início da segunda fase do jogo mortal que dá nome ao mangá. Com a troca de desenhista, agora o ritmo da história deixa de ser individual ou de pequenos grupos, mas entre equipes regionais que brigam pela vitória e pela sobrevivência. Horrível é a escolha de dividir em temporada, embora dito que foi um pedido do próprio licenciante. Já soube de casos em que a pessoa se confundiu com essa numeração e levou o número errado ou desistiu de comprar. Não foi a escolha mais inteligente mesmo, nem no original é dividido assim. O título se aproxima do Japão – o sétimo foi lançado em dezembro e não houve uma troca de desenhista. Qual será a atitude do selo quando entrar em hiato?


terra_formars_09
TERRA FORMARS 9

Autores: Yu Sasuga (roteiro), Kenichi Tachibana (arte)
Demografia: Seinen (Young Jump)
Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 16 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 208 páginas
Preço: R$ 15,90
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

Terra Formars antes de ser um mangá sobre espaço, alienígenas ou tudo mais mostra a imbecilidade humana ao começar uma guerra em outro planeta. E ainda utilizando armas de uso restrito na Terra de forma descarada!? Apesar da situação da história ter exigido uma medida grave dessas vejo que há muitas críticas dos autores por trás disso. O mangá, que tinha altos e baixos, está em uma ascendente muito boa. Espero que não caia para ficar só em brigas ao estilo shounen – com aquele monte de quadros explicativos que quebram o ritmo – novamente.

the_seven_deadly_sins_12
THE SEVEN DEADLY SINS 12

Autor: Suzuki Nakaba
Demografia: Shounen (Shounen Magazine)
Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 18 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 192 páginas
Preço: R$ 13,90
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

Um ano da publicação de The Seven Deadly Sins e o que os leitores ganham é um aumento de preço. Ok, isso iria acontecer, mas o mangá precisa ser melhor cuidado pela editora. Tem sido frequente erros em grafia de nomes, onde o mais recorrente é com a Elizabeth – já não basta ela ser abusada pelo Meliodas, ainda erram o nome. O mangá está nos momentos finais de sua primeira saga, mas precisa de um bom gancho para o arco que virá, já que a simples busca do último pecado capital não tem como sustentá-lo.

to-love-ru-04
TO LOVE-RU 4

Autores: Saki Hasemi (História) e Kentarou Yabuki (Arte)
Demografia: Shounen (Shounen Jump)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 18 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 200 páginas
Preço: R$ 13,50
Compre na: Universo Lúmina

To Love-ru é um mangá muito doido. Segue o padrão do mangá harém, mas a cada novo volume tem alguma maluquice nova, seja da Lala ou dos alienígenas que perseguem a princesa. A edição brasileira tem tido alguns problemas com o sumário e em alguns quadros. Retoque, letreiramento, edições de imagens, todo o conjunto da obra tem sido muito ruim. Realmente precisa de mais atenção da editora nisso. Por outro lado as capas tem ficado muito vistosas, na banca ou na estante tem chamado bastante atenção.

ultraman_04
ULTRAMAN 4

Autores: Eiichi Shimizu e Tomohiro Shimoguchi
Demografia: Seinen (Heros)
Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 7 volumes
Formato: 12 x 18 cm, 188 páginas
Preço: R$ 14,90
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

Mais mistérios surgem no mangá de Ultraman. Após a comunidade de alienígenas em que Jack – uma clara referência ao Ultraman Jack – convive com os mais diversos tipos de alienígenas, aparece a nova armadura 7.0 sendo vestida por Moroboshi. Com esse acréscimo de um segundo Ultraman o mangá começa a parecer Kamen Rider – uma verdadeira salada de referência. Ainda falta o Ultraman ficar gigante! Ele tem que ficar gigante para fazer jus à sua origem como um Kyodai Hero. Talvez não ser um herói pequeno seja uma das justificativas para esse formato pequeno e ruim do mangá, que só não é pior do que o papel utilizado, que fica cada vez mais fino. Os japoneses podem até ter elogiado, mas isso não quer lá dizer muita coisa. Se eles aprovaram até lombada de mangá sem nome do autor…

yu_yu_kausho_18
YU YU HAKUSHO 18

Autor: Yoshihiro Togashi
Demografia: Shounen (Shounen Jump)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 19 volumes
Formato: 13,5 x 20,5 cm, 192 páginas
Preço: R$ 15,90
Compre na: Universo Lúmina

Penúltimo volume e um arco, que poderia ser muito explorado pelo autor, começa e já vai terminar na próxima edição. O segundo lançamento do mangá foi interessante por trazer uma nova tradução, mais próxima do original, porém teve aqueles que preferiram manter a coleção anterior. As capas do mangá sempre tiveram uma ligação com a situação do mangá, mas essa capa parece ser até coisa do Akira Toriyama. Agora não há muito mais do autor a ser publicado por aqui – só os vindouros volumes de Hunter x Hunter, se é que o autor lançará capítulos que completem mais de um volume.

zetman_10
ZETMAN 10

Autor: Masakazu Katsura
Demografia: Seinen (Young Jump)
Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 20 volumes
Formato: 12 x 18 cm, 216 páginas
Preço: R$ 17,50
Compre na: Universo Lúmina
Review: AQUI

E chegamos ao volume 10 de Zetman, um mangá que infelizmente tem ganhado poucos comentários por aí – provavelmente pelo seu preço considerado caro pela qualidade oferecida, e pela periodicidade mensal. Mesmo assim é uma obra que qualquer um que gosta de uma boa série de ação e violência deveria ter em sua prateleira. Não é a toa que Katsura acha que ela é sua obra máxima. Bem, não chega a tanto para mim, mas a cada edição o mangá realmente fica mais empolgante.

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Checklist, Mangás

15 Respostas para “Checklist – JBC: Março de 2016

  1. Kaname

    Levando apenas Orange e Magi… Sinceramente, estou torcendo para que a editora invista em shoujos, porque só com shounen e seinen não dá né? Quem sabe venha Hirunaka no Ryuusei pra cá, hein? Não custa torcer kk

    Curtir

  2. Li Zetman 3 e 4 e achei chato o suficiente para não continuar. Assimm como os volumes 3 e 4 de Orange também. Será um problema dos números? haha. Quanto a Kenshin é um caça níquel sem dúvidas. Não entendo esse mimimi todo por causa da tradução de Magi, que está sim muito boa, apesar do papel…
    Terra Formars nunuca me enganou, titulozinho chato! Anida bem que li os volumes emprestados de um amigo e desisti. E apesar de não colecionar, acompanho através de um outro amigo, Parasyte é foda!

    Curtir

  3. Guilherme R

    Esquecerem BTOOOM! :c e pra esse mês certo?

    Curtir

  4. Francisco

    To comprando quase tudo da lista, tirando Orange, Magi e Parasyte. E foi impressão minha ou o responsável pela matéria estava de mau humor ao escrever? Sobraram críticas, e mesmo quando haviam elogios foram pautados através de críticas. Não sei não, acho que não exijo tanto assim de mangá, e muitas das obras lançadas esse mês me entretêm muito, em especial Zetman, 7 Deadly Sins e Yu Yu Hakusho (de fato essa saga poderia ser incrível, mas ela mostra duas faces do togashi, a primeira que ele é um gênio e a segunda é que ele é, de certa forma, um incompetente, incapaz de levar o próprio trabalho a um bom termo).

    Curtir

  5. Marcos Correia

    Esse Kenshin aí eu só comprei mesmo porque eram apenas duas edições (e é Kenshin, né?). Mas é uma bela de uma porcaria.
    O Watsuki anda com problemas para pagar o aluguel? Porque só isso justifica esse manga.

    Curtir

  6. Marcos Correia

    Eu nunca tinha ouvido falar de Kekkai Sensen até ver o Henshin Online. Pensei que iria passar reto, mas comprei o 1o pra ver e acabei gostando bastante. Mais um pra coleção.
    Terraformars já está em enjoando. A narrativa é horrível, quebrada e interrompida o tempo todo, cheia de textos explicativos desnecessários e flashbacks que surgem do nada pra você se importar com um personagem que está morrendo naquele momento. Parece ser uma obra sem planejamento nenhum, em que o autor vai despejando um monte de “coisas legais” (opinião dele), conforme vão surgindo na cabeça dele.
    É um daqueles casos em que só continuo comprando porque já comprei volumes demais para desistir. Mas que dá vontade, dá.

    Curtir

  7. gilberto94819

    Uma pena o tratamento que foi feito com Orange. Só continuei a coleção por causa da pouca quantidade de volumes. É horrível ler aquilo, a transparência do papel incomoda muito a leitura, está no nível abaixo do mediano. Não sei como a NewPOP consegue lançar seus mangás em qualidade superior ao da JBC e da maioria da Panini, e com preço parecido ou mais barato que as concorrentes. Cancelei a coleção de Parasyte, uma obra que estava animado para colecionar, por causa disso. Quando vi a tragédia do papel do vol 1 e custando quase R$ 17,00, parei mesmo – inclusive, já vendi o meu para um sebo.

    Curtir

  8. renatomotta

    Ah que blasfemia o que foi dito de zetman kkkk estou comprando e me amarrando muito na historia, assim como acho que a historia de terra formars fica excelente apartir do volume 5. De tudo que foi dito sobre papel, preço e qualidade a unica coisa que realmente me incomoda sao os nomes em magi, compro orange, parasyte, TF, yuyu, blade, nanatsu, FT, zetman, hellsing e magi, de todos os problemas que podem existir so nao perdôo os nomes serem em chines kkkkkk

    Curtir

  9. Cosmo

    Hellsing, Terraformers, Yuyu Hakusho e Zetman.

    Curtir

  10. Cherubim

    Toda vez que vejo o checklist sempre reclama do formato do ultraman e esse é realmente o formato original e os desenhos tem dimensões para serem nesse formato é muito melhor q essas edições gigantes e mal feitas, a JBC tá tirando sarro da cara do consumidor com essa qualidade merda que estão oferecendo, preços ridículos e páginas transparentes, até éden tah assim e se paga 40 conto, me da até desgosto quando vou lendo e vejo jah o q vai acontecer antes

    Curtir

    • gilberto94819

      Não compro mais nada da JBC. A qualidade está muito ruim, muito ruim mesmo. E está caro! Vagabond por R$18,00 dá até gosto de pagar; enquanto isso, a JBC tem Parasyte, que custa R$ 17,00, com qualidade péssima, folha transparente, sem orelha. Como pode isso? Só vou manter o que eu tenho, talvez eu venda minha coleção de Orange em um sebo.

      Curtir

  11. Roberto Xavier

    A JBC está de parabéns com a variedade dos títulos. Tenho acompanhado Blade, Eden, Zetman, Hellsing, Yu Yu Hakusho e Nanatsu No Taizai e nesses títulos não notei problema com a gramatura da folhas, mas, espero que Akira passe longe desse probleminhas.

    Curtir

    • renatomotta

      A JBC ta recebendo o mesmo tratamento que batman vs superman, uns odeiam, outros amam, e uns dizem que não compram pq tem gente falando mal! Só sei que na minha opinião é a melhor editora do Brasil em relação a variedade de titulo, qualidade no atendimento, informação e qualidade dos mangás. Não vai ser o vagabond que compro que irá me fazer esquecer os meus mangás de dragon ball, one piece, tokyo ghoul, aoharaido, assassination classroom, ataque dos titãs e seus dois spin off, defense devil e hitiman reborn. É só pra lembrar. “Panini, eu ainda sei o que você fez na minha assinatura passada” kkkk

      Curtir

  12. Desses acompanho Blade, acho excelente a qualidade do mangá, é um pouco pesado mas pela história vale a pena de se acompanhar, Zetman é um bom mangá mas isso não justifica o valor pago nele, Ultraman esperava mais, só acompanho porque gosto dos traços que lembram muito Evangelion, Nanatsu no Taizai é excelente, mas minha critica é a qualidade da capa, você deixa na prateleira e do nada ela fica toda torta!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s